quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

sebastião do meu coração 2002♥2011

há mais uma estrelinha felina no céu... partiu o meu companheiro, amigo sempre presente e companheiro de costuras! acho que ainda gostava mais de linhas do que eu... partiu a inspiração que me fez um dia criar este blog...

estou vazia, assim como a casa onde não consigo estar sem pensar nele, porque ele estava sempre em todo o lado, sempre a experimentar "camas" novas e o que nós ralhávamos com ele por causa disso...

hoje, até a tomar banho me lembrei dele, quando ficava em cima da sanita, à espera eu que eu saísse...

tomara que haja mesmo um céu e que agora sejas um gatanjo... espero que me perdoes pelas poucas festas e carinhos, pela falta de atenção dos últimos tempos... queria ter mais tempo contigo... mas já não posso... adiava sempre isto e aquilo, escovar o pêlo ficava sempre para o fim-de-semana e depois acabava por passar... afinal, numa semana houve tempo para isso tudo: dar banho, dar festas, escovar o pêlo, cortar unhas, ... afinal há sempre tempo, basta querermos... mas às vezes descobrimos isso tarde demais... quero agradecer-te por estes 9 anos de companhia, de amor e dizer-te que estarás sempre aqui no meu coração... partiste ontem e eu já tenho tantas mas tantas saudades tuas...

33 comentários:

Izanami disse...

Não duvides: o Sebastião é já um gatanjo. Beijinhos solidários!

Miminhos de Mãe disse...

lamento muito pela sua perda...custa muito perder um amigo que ocupa um lugar assim tão importante no nosso coração. Espero que o tempo ajude a amenizar essa dor e essa saudade.
bjs

Ana Cunha disse...

Ohhh, tadinho do Sebastião...lamento muito a perda...beijinhos...e breve arranja outro, embora nunca tire o lugar do Sebastião do seu coração...

Sónia disse...

Lamento muito a sua perda!!no ano passado tambem eu perdi a minha"filhota"Diana de seu nome que tambem acredito ser hoje uma "gatanja"que foi durante 10anos a minha grande e ás vezes única companhia!é pena que tenhamos que os ver partir,e o vazio que fica,nem com o nascimento da minha filha me fez superar melhor!!!!veio uma e foi-se outra!tudo passa,hoje é mais fácil,memso assim as lágrimas correm sempre pela cara!!!como agora!
espero que a sua dôr seja breve mas que o lembre sempre com amor e carinho!
bjos
Sónia

Juca disse...

:( Oh Patricia!

Podes ter a certeza de que o Sebastião é mais uma estrelinha! Mais um anjinho (gatanjo) a olhar por ti com todo o carinho do mundo!

Muita força querida! Beijokas

disse...

Que triste é a despedida... Mas fica as lembranças...
E aposto que vocês tem muitas...
Agora ele está brincando com os anjinhos...
Muita força nestes dias...
Beijos!!!!

testaravida disse...

Um beijo...

Raquel disse...

Ohhh Patrícia... um grande beijinho, e um abraço forte!! Ele agora é um Gatanjo sem dúvida, pelo menos no teu coração será sempre!! Um grandeeee beijinho!!!

Teresa Agrello disse...

Ai, sinto tanto a perda do teu Sebastião... fico só a pensar nas minhas Gabi e Guilhermina... meu coração fica minúsculo.
Com certeza o Sebastião já está no colo de São Francisco de Assis.

bjins
Teresa - RJ

Mãos à Arte disse...

Patricia sei o que esse gato significava para si por isso lamento muito e que aconteceu.
Um beijinho muito amigo e o tempo fará o resto.
Ana

patrícia disse...

Já não vinha cá há algum tempo, não fazia ideia que fosse tão grave.
Eu acredito que sim, há um céu e o Sebastião é sem dúvida um gatanjo.
Um grande beijinho e muita força.

3 Gatos Miaus disse...

C toda a certeza o Sebastião estará sempre contigo, com as linhas e com as tuas criações.

Beijocas de força

luciane disse...

Patricia,
Eu nem sei há quanto tempo acompanho seu blog, sei que é muito. Sou grande admiradora do seu trabalho. E o Sebastião fazia parte deste mundo que eu tanto admiro.
E tenha certeza que todos sentimos sua perda e somos solidários na sua dor.
Beijos
Lu

Dani disse...

Patrícia,

Sinto muito, muito mesmo, e sei como é a sua dor. Perdi minha Mitz há pouco mais de um ano e ainda choro, como chorei ao ler sua postagem... Talvez doa mais por que eu não estava com ela na última semana, como me arrependo...

Sebastião é sim Gatanjo, e estará a experimentar as nuvens!

Um beijo e um abraço apertado,
Daniela

Raquel disse...

ola amiga,
visito sempre seu blog, a muito tempo mesmo, desde que ele começou e ja havia percebido o seu amor por seu amigo, eu tbm temo muito por um amigo que tenho, um cachorrinho de quase 14anos, ele ja esta idoso, nao houve mais e nao enxerga direito, mas a vida é assim, eles se vao e fica as lembranças e saudades... fica triste nao... ele esta com Deus.
abraços

Little Green Doll disse...

Lo siento mucho :( Besos y un abrazo

ac disse...

Lamento muito a sua perda.
Sei q custa muito...

Um beijo grande

Atelier do Feltro disse...

Força Patricia...
Percebo perfeitamente todos esses sentimentos porque os nossos animais de estimação são um pedaçinho de nós e quando os perdemos ficamos mais pequenas...
Eu perdi um cachorro (7 meses) à cerca de um mês, envenenado por um dos meus vizinhos e ainda hoje os miúdos falam nele e eu estou à espera que ele me venha receber ao carro quando chego a casa.
Os animais ficam para sempre nas nossas vidas e é bom que assim seja...
beijokas e coragem.

sarapintas disse...

Descobri hoje este blog...e logo com uma noticia que é tão dificil. Cara Patricia, também passei por esse desespero que só compreende quem vive com os seus amigos de 4 patas como se fossem mais um de nós. Também eu lamentei as faltas de tempo, também eu continuo a pensar se fiz tudo o que podia fazer pela minha menina. Andei um mês a "preparar-me" para o inevitável e a despedir-me dela, todos os dias um bocadinho. A decisão final coube-me a mim, e de alguma maneira isso acabou por me trazer alguma paz. Fui eu que decidi que o sofrimento dela acabava ali e que o meu só agora tinha começado. Minha querida, a dor é terrível, a saudade não desaparece nem é substituída pelos que vêm a seguir. Mas em compensação, sinto-me tão grata pelos anos em que a tive comigo que o resto perde importância.
Um beijinho muito grande para ti.

N... disse...

Que noticia triste :(
Lembro-me quando perdi a minha Sasha e foi um desgosto, um vazio...Sinto muito...
Um beijinho muitoooooooo grande!!!

Gato Mário disse...

Tenho muita pena e estou muito triste porque embora não tenha conhecido pessoalmente o Sebastião conhecia-o do Blog e sei o que é perder um amigo assim.
Para lá desta vida, até um dia... Om Shanti

Sandra disse...

Eu acredito que o tempo que por aqui andamos é tarefa que nos atribuem na hora da nossa concepção. Do mesmo modo acredito que os animais assim também o são, pelo que o teu Sebastião cumpriu a sua tarefa e partiu na sua hora.
A saudade que fica é a lembrança dum amor doce e cúmplice que jamais se extinguirá e que, no dia da tua partida, te permitirá reencontrares o teu querido Sebastião.
Coragem para aguentares as saudades.
Sandra Rebelo :o)

Rita Lourenço disse...

Patricia, não há palavras para te fazer sentir melhor com a perda de um amigo como o Sebastião. Sei que durante a sua passagem pela tua vida ele foi feliz, bem tratado e muito amado. E é nisso que deves pensar, que fizeste tudo por ele, que te entregaste tanto quanto podias. O Sebastião mora também nos nossos corações, nos corações de quem lê o teu blog e de quem te conhece. Quando falámos no sábado percebi a tua preocupação e angústia e fiquei a torcer para que tudo corresse bem. Mas nem tudo é como desejamos... Força e coragem para ti minha querida menina flor.
Um beijinho grande para ti e para o José(tenho a certeza que também sente a falta do seu amigo).

Rita Lourenço

Beth disse...

O seu blog foi o primeiro que conheci, há alguns anos atrás...Veio dele a inspiração de fazer o meu, compartilhando nosso amor por gatos e panos...Esse post é aquele que eu nunca queria ter lido...Sinto também como se tivesse perdido um amigo...espero que essa dor passe e que só fique a saudade. Lembre que você sempre deu o melhor a ele e onde estiver, certamente ele sabe que foi muito amado, até por quem não o conheceu pessoalmente.
Bjinhos

Susana Reino disse...

Também conheço essa dor... é um vazio enorme...um beijo grande

Sara Noro disse...

Tenho seguido o seu blog com muito interesse, pois eu própria tinha dois gatos que adoravam brincar com os novelos e a linhas dos meus trabalhos. Há dois anos descobri que o baltazar tinha leucemia felina e que estava lentamente a partir. Foi difícil pois ele lutou durante alguns meses e finalmente tive de tomar a decisão de o deixar partir, para que ele deixasse de sofrer. Ficou a Pipoca, toda preta e muito parecida com o Sebastião que agora a deixa.
A dor nunca parte, mas as boas lembranças ajudam.
Muita força

Elisabete Rolo disse...

Oi Patricia. Percebo bem esse desgosto. Tudo o que o sebastião fazia, experimentar camas novas, aguardar pela minha saída do banho (para a seguir ir beber o resro da agua que fica no fundo da banheira.. sabe-se lá porquê) a minha Nicas também faz. E é a minha companheira das noitadas de linhas e agulhas. Nem quero pensar no dia em que lhe aconteça alguma coisa. É sim esse vazio. Muita força. o tempo é nosso aliado. Beijo e bom fim de semana. O bom remádio costuma ser arranjar outro mas óbvio que cada um é especial e o lugar do Sebastião, acredito que jamais será preenchido.

Teresa Aparecida de Aquino Soranso disse...

Olá, Patricia! Não há o que dizer num momento desses. É muita tristeza. Vai fazer um ano que enveneraram meu gato Nino e não pude socorrê - lo porque a pessoa deve tê - lo prendido no quintal. Ele apareceu três dias depois dentro de uma caçamba. Tive outros e todos deixaram muita, muita saudades! Todos têm personalidades diferentes e são inesquecíveis por várias lembranças particulares de cada um. Agora tenho um poodle médio que adotei da rua (detalhe: sou contra comprar bicho, acho que devem ser sempre adotados) e o amo de paixão. Adoro felinos e caninos, mais os primeiros, mas agora estou apaixonada por meu Preto. Um grande abraço para confortá - la. Bjs

Kelly disse...

Olá

Eu tb tinha um gatinho (o meu era vermelhinho, chamava-se Petruchio). Morreu faz um ano e meio.
Ele também me esperava sair do banho, lá em casa conhecíamos todas as suas manias...

E se eu puder dizer algo é: lembre-se dessa amizade linda que vc e seu Sebastião tiveram. Assim como vc gostava dele, ele gostava de vc... Lembre-se de todo esse carinho, que isso é pra sempre em nossas vidas, os bons momentos.

Um abraço carinhoso e fica bem!
Kelly

E.M.S disse...

Boa tarde Patrícia.
Já há algum tempo que não vinha aqui e vi agora esta notícia. Lamento muito a sua perda, pois também tenho 3 gatinhas que são a minha inspiração e imagino que a sua ausência seja muito difícil. Força nesta fase pois o Sebastião será sempre homenageado com um blogue dedicado a ele. De certo terá sido muito feliz enquanto esteve consigo e isso é o mais importante. Coragem...

Cumprimentos,

Esmeralda
(www.viagensemfeltros.blogspot.com)

Lica Motta disse...

Poxa!
Fazia tempo que não vinha vê-los aqui.
Fiquei muito triste, te digo que até chorei sem perceber.
Existe céu sim e o Sebastião está lá esperando por nós um dia

Beijos no coração!

Sandra disse...

sinto muito a tua perda... Chorei ao lembrar também a partida do meu Maio Há alguns anos. Foi tão dolorosa como a do Sebastião. Acredito que ambos se andam a passear lá por cima felizes...
Os amigos animais não se substituem, tal como as pessoas mas espero que já tenhas ultrapassado esta perda.

Pinga Amor disse...

olá Patrícia,

Há já algum tempo que não passava aqui no teu blog, vi um post teu no face book e calculei que tivesse acontecido algo ao teu pequenino.

Encontrei nas tuas palavras conforto, fiquei bastante emocionada e não pude de deixar de sentir a tua tristeza.

Sem muito bem o quanto custa perder aquele que muitas vezes é mais do que um amigo, é um companheiro de uma vida que nunca nos cobra o amor que lhes damos.

Eu perdi a minha pequenina faz agora 3 semanas e não me consigo habituar à ideia que ela já não está na minha vida.

Com ela partiu uma parte de mim, é um vazio que jamais será preenchido, a minha ervilha é única e todas as noites peço ao meu anjinho que olhe por mim, pq acredito piamente que ela agora seja um anjinho.

O diagnóstico foi idêntico ao do teu sebastião, mas como ela era muito magrinha o veterinário fez umas análises mais detalhadas e descobri que ela era portadora do vírus da sida felina, e como tinha as defesas em baixo não podia ser operada ao intestino.

Felizmente recuperou com o tratamento e após 3 dias voltou para casa, com toda a medicação e cuidados que um gato precisa quando tem sida.

Sem saber o tempo que ela poderia ainda viver, fiz de tudo para que tivesse conforto e ainda mais amor. Infelizmente o que eu mais temia aconteceu, passado um mês os rins começaram a falhar, o estômago, e por aí fora...como não queria que sofresse mais tive de optar por adormece-la.

Foi a coisa mais dolorosa que fiz até à data e a momento de despedida passa vezes sem conta pela cabeça todos os dias.

Não dá para descrever as saudades nem o vazio que sinto, mas sei que quem ama os animais como eu sabe do que estou a falar.

tenho vergonha que o nosso país, nada faça por eles e quem nem as facturas das despesas do veterinários possamos apresentar no IRS, cá os animais só têm deveres e ñ t~em direitos alguns.

Um beijinho mt grande p ti Patrícia e certamente o teu pequenino é mais um anjinho no céu a olhar por nós